SER SUSTENTÁVEL É SER COLETIVO!

No mês que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente (5 de junho), a NTU lança a campanha “Ser sustentável é ser coletivo” em celebração a data, mas também pelo ônibus ser um modal sustentável, que polui até oito vezes menos que os carros. O slogan “Quem utiliza o transporte coletivo polui menos, reduz os congestionamentos e contribui para uma vida melhor” faz todo o sentido quando vemos os números.

O principal poluente da categoria de Gases do Efeito Estufa (GEE) é o dióxido de carbono (CO2), que serve também como unidade de equivalência para os demais GEE. Informações do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), mostram que os carros emitem oito vezes mais gás carbônico que os ônibus, já as motos liberam quatro vezes mais CO2.

De acordo com dados publicados em 2017 pelo Instituto de Energia e Meio Ambiente (Iema), uma pessoa que anda de carro emite 65,8 gramas de gás-equivalente (CO2-e*) por quilômetro, quase quatro vezes mais do que faria se estivesse andando de ônibus com outras pessoas (17 gramas).

As empresas associadas e entidades filiadas à NTU que aderirem à campanha deverão solicitar as peças em alta resolução para o e-mail comunicacao@ntu.org.br. Podemos oferecer as artes abertas para quem tiver interesse em incluir sua marca como empresa ou entidade parceira.

A impressão e distribuição do material da campanha são de responsabilidade das empresas.

Contamos com a participação de todos!

 

  • CO2 equivalente (CO2e) – CO2e. ou CO2eq. significa “equivalente de dióxido de carbono”, uma medida internacionalmente padronizada de quantidade de gases de efeito estufa (GEE) como o dióxido de carbono (CO2) e o metano. A equivalência leva em conta o potencial de aquecimento global dos gases envolvidos e calcula quanto de CO2 seria emitido se todos os GEEs fossem emitidos como esse gás. As emissões são medidas em toneladas métricas de CO2e por ano, ou através de múltiplos como milhões de toneladas (MtCO2e) ou bilhões de toneladas (GtCO2e). O dióxido de carbono equivalente é o resultado da multiplicação das toneladas emitidas do GEE pelo seu potencial de aquecimento global. Por exemplo, o potencial de aquecimento global do gás metano é 21 vezes maior do que o potencial do CO2. Então, dizemos que o CO2 equivalente do metano é igual a 21. (Fonte: Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam)).