Outubro Rosa

O Outubro Rosa, tradicional campanha de prevenção do câncer de mama, ganha este ano o reforço da ação conjunta desenvolvida pela Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU), em parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS). A campanha publicitária tem caráter nacional e é voltada para as passageiras do transporte público coletivo, com um foco inovador: além de alertar para os riscos do câncer de mama, a campanha trata da saúde da mulher como um todo e promove também a prevenção de outras doenças importantes, como a hipertensão.

As peças da campanha incluem mensagens sobre a necessidade de adolescentes e jovens se vacinarem (em especial contra o HPV) e também sobre a importância de mulheres grávidas realizarem exames de pré-natal regularmente, orientando as usuárias do serviço a procurarem as unidades básicas de saúde da rede pública mais próximas, onde a prevenção pode ser feita gratuitamente.

A campanha poderá ser vista em ônibus de todas as regiões do país: os materiais foram disponibilizados para as 497 empresas associadas e 75 entidades filiadas (sindicatos, associações e federações) da NTU, que poderão replicar a campanha localmente. O material publicitário inclui busdoor, cartaz e postagens para mídias sociais.

Outubro Rosa

O movimento Outubro Rosa surgiu na década de 1990, nos Estados Unidos, e desde 2002 tem ações realizadas também no Brasil. A iniciativa, que ganhou esse nome pelo uso da cor rosa nas ações de mobilização de mulheres e na iluminação de monumentos e prédios públicos, tem como objetivo alertar a população sobre a

importância do diagnóstico precoce do câncer de mama, além de promover o maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento, contribuindo assim para a redução da mortalidade associada à doença.

O câncer de mama é o tipo de câncer mais frequente entre as mulheres no mundo, segundo a OMS. Já o câncer de colo do útero, cuja prevenção foi incorporada recentemente ao Outubro Rosa, é o quarto.